domingo, 18 de outubro de 2015

MINHA DROGA DO AMOR
(EDDIE ÁVILA)


Sinto que meu amor por você
É como uma droga.
Uma droga do amor.
Tentarei explicar para você
O inicio,
O meio
E o fim,
Seja ele qual for








O INICIO

  
No inicio: começou como um flerte,
Recebi como um presente.
Era proibido
E por isso despertava nosso libido

Depois ficou excitante
Então queríamos a todo instante

Era divertido
Cada suor de prazer fazia sentido

Você fazia sentir-me
A pessoa mais importante do mundo
Porem você preferiu tornar
Meu peito vazio
Com um doloroso corte profundo

E quando eu já estava viciado
Você tornou tudo difícil
Ao me dizer
Que estava tudo acabado.







O MEIO


No meio: conheci minha mais árdua batalha,
Minha crise de abstinência.
No desespero por ter minha droga de volta
Perdi meu orgulho,
Tentei de tudo,
E apelei até para a insistência.

Foi difícil,
Foi triste e
Foi cruel
Porem foi necessário
Derramei muita lagrima,
Senti muita culpa e vergonha,
Porem foi necessário.


Depois de muito sofrer
E tentado em vão te esquecer
Depois de muito sofrimento
Aceitei o que era para ser aceitado
Entendi que por enquanto
Não poderia ter você a meu lado

Hoje me encontro
Em uma nova fase de meu vicio,
Hoje já não é tão difícil,
Hoje tenho mais momentos de felicidade
Apesar da saudade,
Apesar da saudade.





..... 


AH!!!  O FIM



O fim: não é que eu não queira contá-lo
Pois para mim seria por certo guarda-lo
Eu acredito que para você e para mim
Estejamos,ainda, muito longe do fim

Talvez nessa nossa louca historia
O nosso vicio
Seja apenas o inicio







Indicaran-me
Até uma clinica de reabilitação
Recusei:
Pois essa droga do amor
Não me causa mais dor
Em meu coração.


                                             11h:40min
                                                     02/05/2009












Eu vou
(Eddie Avila)


O som das ondas
Faz-me lembrar você
Lembra o som da sua voz
Dizendo:
-vem amor
-vem amor
E eu não resisto,
O que já era previsto
Eu vou
Eu vou

Molho-me em teu suor
Seco minhas lágrimas
Aceito teu calor
E me entrego as horas cálidas

Meu sentimento não me causa mais dor
Agora é algo doce
Muito alem do que eu possa supor
É mais suave,
Com mais serenidade
É algo que quero
Levar pra toda eternidade.

                                                           12h15min
                                                                                          18/04/2009.


domingo, 22 de junho de 2014


                               O Último Beijo

                                 (Eddie Ávila)

 

 

                               Não falo, me calo.

                               Prefiro silenciar

                               Sem alarde,

                               Pois é tarde

                               Não há mais razão

                              Pra lacrimar.

 

                              Não há afazeres a fazer

                              Não devo deveres a você

                           

 

                              Sou um simples mestre-sala

                              Que aguarda na anti-sala

                              Sem saber

                              O ultimo beijo, partindo de você.

 

                                                                                13h00min

                                                                                     25/04/2009.

 

                         

quinta-feira, 19 de junho de 2014


Meu Lado

 

 

Nunca precisei da pena de ninguém

E mesmo assim você sente dó de mim

Estava tão cego que não vi

O quanto você gostava de mim

 

Agora choro te querendo ao meu lado

Ah! Se antes eu tivesse te olhado

Veria seus olhos vermelhos

O que vejo ao me olhar no espelho

 

Não vou deixar de lutar por você

Sei que não te ganhei

Mas não vou te perder

Não vou desistir do meu querer

Posso até me machucar

Mas não vou te perder

 

Venha pra mim

Veja como é o amor sincero

Venha pra mim

Venha me querer porque eu te quero

 

Custo a te perceber

Mas agora com certeza

Eu amo você

Amo de verdade,

Amo com sinceridade.

 

                                                                                                 Eddie Ávila

                                                                                                      27/05/2002.

 

domingo, 25 de maio de 2014


                           Sempre sorriremos...                                                                                     

         ...Ao olhar pra trás.               

                                 (Eddie Ávila)

 

Um sol se abre sobre meus olhos

Quando você vem

Você me traz a paz,

Acalma meu coração

E nos dois ficamos bem

 

Algo tão forte e verdadeiro

Que nos trouxe primeiro

Forte atração

Tão próximo da paixão

 

No inicio era só calor,

Era a nossa necessidade

Logo virou amor,

Amor de verdade

 

Não sabemos o que o destino trará pra nós

Como ficaremos,

Não sabemos,

Sempre nos lembraremos

Sempre sorriremos

Ao olhar pra trás

Jamais esqueceremos

O quanto somos iguais

                                                       19/03/2009

domingo, 18 de maio de 2014


O Jardim Isolado

(Eddie Avila)

 

 

Existe uma estrela,

Uma torre de igreja,

Um pinheiro e um piano

 

Ninguém acredita chegar a uma estrela,

Ninguém nunca subiu na torre da igreja

Ninguém reparou nos belos galhos de um pinheiro

E ninguém jamais compôs uma canção naquele piano.

 

 

Porque não sentimos o cheiro

Daquelas flores mortas no meu jardim isolado

Onde aquela mulher

Recolhia o orvalho

Nas noites serenas

Onde estão os homens apaixonados

Perdendo-se com suas almas pequenas

 

Porque desaprendemos a olhar pra frente

Não olhamos mais as paisagens

Desprezadas pelo pintor

Já não somos mais vagabundos apaixonados

Perdemos toda nossa química

Estamos em verdadeiros aquários isolados

 

Apesar de não haver esperança

Ainda sou um louco apaixonado

Um vagabundo romântico

Sentado a esperar

Você para ser amado.

 

                                          

                                                      22/04/2002.

 

sábado, 17 de maio de 2014


Um belo casamento

(Eddie Avila)

 
 

O que existe entre nós

É algo especial

Conseguimos nos amar

Sem causar quase nenhum mal

 

Você ama do seu jeito

E eu te amo do meu

Mantemos o carinho e o respeito

E eu continuo te amando do meu

 

Sei que você torce por mim

Torce pra que isso tudo

Seja para aprendermos,

Aprender com o momento

E que no verdadeiro final

Termine em um belo casamento

 

Ainda não desisti de dar a você

Uma linda família, um lindo bebê.

É isso que me mantem forte,

Forte por você.

 

                                                                                                                                                  

 

                                                                                                                          13/03/2009.